DE FOLHETINS AO POST – HOJE TODOS PODEM VIRAR UM EBOOK

Ha um tempo atrás, um colega da PUC, me disse: -vc sabia que existe um plugin do wordpress que compila todo o conteúdo do blog para um ebook…..ahhhh…pensei, fantástico, apenas o que eu pude dizer, pq todo este processo ainda estou elaborando…o que significa isto dentro do contexto de troca de informações, como estaremos processando e trocando ideias, ilustro como minha inspiração da semana.

ALUÍSO AZEVEDO

200px-Aluisio_Azevedo

Filho do vice-cônsul português David Gonçalves de Azevedo, que, ainda jovem, enviuvara-se em boda anterior, e de Emília Amália Pinto de Magalhães,1 separada de um rico comerciante português, Antônio Joaquim Branco, assiste Aluísio, em garoto, ao desabono da sociedade maranhense a essa união dos pais contraída sem segundas núpcias, algo que se configurava grande escândalo à época. Foi Aluísio, irmão mais novo do dramaturgo e jornalista Artur Azevedo, com o qual, em parceria, viria a esboçar peças teatrais.

Ainda em pequeno revela pendores para o desenho e para a pintura, dom que mais tarde lhe auxiliaria na produção literária. Concluindo os preparatórios em São Luís do Maranhão, transfere-se em 1876 para o Rio de Janeiro, onde prossegue estudos na Academia Imperial de Belas-Artes, obtendo, a título de subsistência imediata, ofício de colaborador caricaturista de jornais, como O Fígaro, Mequetrefe, Zig-Zag e A Semana Ilustrada.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Alu%C3%ADsio_Azevedo

—————————–

Em um processo que levou um pouco mais de 15 minutos-  um basico de quem foi e onde viveu, nosso autor exemplo – sua biografia foi copiado do wikipedia – até o livro baixado gratuitamente – do le.livros – um exemplo dos artigos compilados em livro de Aluíso Azevedo,

——————————————

A condessa Vesper – A Condessa Vésper é obra de Aluíso Azevedo. Foi publicado em forma de folhetim no periódico Gazetinha com o nome Memórias de um Condenado. Quando transposto para livro foi bastante modificado – ganhando inclusive um capítulo 0. É um romance que traz todos os defeitos da estrutura folhetinesca, mas tem o mérito de traçar um interessante painel da sociedade carioca da época. Com o detalhismo que era característico do autor e da tendência realista, retrata bem a linguagem das camadas mais pobres da população e a dinâmica das bases “podres” da sociedade imperial. Gabriel é o amante apaixonado de Ambrosina, que se viu dominado sob seus caprichos e disposto ao sacrifícios do amor. Ela se transforma em Condessa Vésper ao lado do príncipe D. Filipe. Mas o tesouro da sua beleza haveria de fenecer e ser guardado para a sensualidade do sepulcro.

baixar:

http://lelivros.link/book/baixar-livro-a-condessa-vesper-aluisio-azevedo-em-pdf-epub-e-mobi/

Baixar-Livro-A-Condessa-Vesper-Aluisio-Azevedo-em-PDF-ePub-e-Mobi

———

para compilar os artigos…

 

http://www.beacon.by/